ESA Euronews: Enfrentar a ameaça dos asteroides

0
(0)

Qual é o perigo real das colisões de asteroides e satélites? A cidade de Chelyabinsk, na Rússia, viveu momentos dramáticos há um ano, com a explosão de um asteróide. O fenómeno deixou 15 pessoas feridas e mais de sete mil edifícios danificados. Foi surpreendente e ninguém estava à espera.

Não era um grande asteroide, com cerca de 20 metros de diâmetro, e entrou na atmosfera ofuscado pelo Sol. Há poucos dias, um asteroide com 270 metros de diâmetro passou perto da Terra.

O impacto de um objeto como este pode significar uma verdadeira catástrofe: “Algo com cerca de cem metros, por exemplo, que não é muito grande, estamos a falar de algo que cabe num campo de futebol, pode destruir por completo uma área urbana, no pior dos casos.

São esses asteróides que procuramos e estamos a estudar meios de os neutralizar”, explica Alan Harris, do Instituto de Estudos Planetários de Berlim. O trabalho já está em marcha.

No início de fevereiro, este encontro reuniu cientistas espaciais e especialistas políticos da maioria das potências espaciais do planeta, com o objetivo de criar um quadro de ação. “No ano passado, estávamos ainda numa situação em que, se um asteróide estivesse a ameaçar a terra, não teríamos um processo de reação.

Similar Posts:

How useful was this post?

Click on a star to rate it!

Average rating 0 / 5. Vote count: 0

No votes so far! Be the first to rate this post.

As you found this post useful...

Follow us on social media!

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!

Tell us how we can improve this post?

Leave a Reply

Your email address will not be published.